Quem Somos

Quem somos

Merin Erin (Quatro Elefantes)

Existe um conto sobre um leão que tentava atacar uma manada com 4 elefantes. Por vários meses esses elefantes andavam em grupo e toda vez que o leão se aproximava, a manada se juntava de costas um pro outro, cada um para um sentido. Um virado para a direita, outro esquerda, para cima e para baixo. De modo que em qualquer direção que o leão tentasse atacar, era golpeado pelas presas de um dos animais. Depois de se machucar um pouco, sempre desistia e se afastava. A união, equilíbrio e trabalho em grupo desses elefantes os protegiam do perigo do predador todas as vezes.

Porém, houve um momento que eles se desentenderam e se afastaram. Pararam de conviver em grupo, cada um foi para um lado e a harmonia se encerrou. O leão percebeu que já nas estavam mais juntos e preparou o ataque ao primeiro elefante, que não tinha como se defender sozinho e acabou sendo vencido. Depois de se alimentar da primeira presa, o predador foi para o segundo animal e também o venceu, pois sozinho não era possível lidar com o animal feroz. E este foi o mesmo destino dos outros dois elefantes. O desentendimento causou a morte do grupo, que após um conflito, não conseguiram trabalhar juntos novamente e a falência foi inevitável.

Assim acontece com as empresas. Quando uma crise vem de encontro à empresa que tem seus quatro elefantes trabalhando juntos, alinhados e sólidos, ela só pode causar alguns arranhões, porque a estabilidade a sustenta. Uma vez que a empresa não tem os seus quatro setores organizados e com o mesmo propósito, o lado que a crise surgir pode gerar danos a todos os outros e acabar com a vida da empresa, ou deixando-a bem difícil de se recuperar. Por isso é importante ter organizado e desenvolvido os quatro pilares: O propósito evolutivo, a cultura responsável, a liderança servidora e a integração dos stakeholders

Como estão os quatro elefantes da sua empresa? Estão bem divididos, determinados e sólidos? Ou será que apenas um elefante tem as quatro responsabilidades? Quando o Leão vier, como vai se defender sozinho? Nós vamos treinar seus elefantes.

Nosso Propósito

Fazer do capitalismo uma fonte de inclusão e sustentabilidade. Uma pessoa e uma empresa por vez.

Golden Circle

Por que fazemos?

Para tornar as empresas mais conscientes e fazer com que elas cresçam e inspirem na mesma medida que oferecem soluções para as falhas do sistema público em desenvolvimento, educação, bem-estar, segurança e saúde.

Como fazemos?

Com uma metodologia própria de interligar, desenvolver e melhorar os pilares da empresa, convertemos os resultados financeiros positivos em impacto significativo na sociedade. Sem perder de vista os grandes objetivos de quem está a frente do negócio.

O que fazemos?

Transformamos empresas de dentro para fora com pequenas revoluções, fazendo com que todos stakeholders entendam e tenham consciência da sua importância diante de um propósito inspirador.

Filipe Barbosa

Publicitário graduado, mas em formação contínua. Vendedor na essência, consultor e educador corporativo por teimosia própria. Irmão mais velho, apaixonado pelo Galo e por consequência também por futebol. Meu propósito: me transformar na melhor versão de mim mesmo e ajudar empresas e pessoas a se transformarem em protagonistas das suas próprias histórias. Meu lugar: o bar.

Ton de Paula

Publicitário de formação e curioso por opção. Péssimo para guardar nomes (peço desculpas desde já), entusiasta de tecnologia e atividades ao ar livre (sentar na mesa de bar na calçada). Corintiano e apaixonado por futebol. Após um período trabalhando em alguns setores comunicação e marketing e tendo contato com inúmeras empresas, percebi que o propósito e a cultura formam o alicerce de negócios saudáveis, de impacto e bem sucedidos.

Missão

Tornar a iniciativa privada socialmente mais responsável. Transformar e impactar positivamente a realidade das pessoas.

Visão

Ser referência na promoção e desenvolvimento do capitalismo consciente em MinasGerais em três anos.

Valores

Empatia, responsabilidade social, ousadia, integração e inquietude.

Negócio

Trazer consciência corporativa para as empresas fazendo com que elas vendam certo e melhor.

Qual impacto acontece na vida das pessoas se a sua empresa deixasse de existir?